Hino da ALAP

HINO DA ACADEMIA

Letra: Cleuza Cyrino Penha e Chico Ramos
Música: Chico Ramos
Partituras: Gabriel Zara

Talhada para semear literatura e arte,
Revolução do pensamento em toda parte,
Arquitetando letras, emancipando massas,
Florindo vidas, sonhos e ideais: amálgama de raças!

Luz que dissipa trevas é talento que seduz
Novos valores, mente aberta que a pensar produz
Luzente poesia, um farol que encanta!
Motiva dons, acende a palavra, filosofia levanta!

A vida se eterniza no sonho, na realidade…
Nas letras e nas artes, uma Academia é grito de liberdade!
Templo de pensadores unidos para iluminar (bis)
Ler o mundo, cantar os seus mistérios e o saber reverenciar!

PARTITURAS

Soprano

Contralto

Tenor

Baixo

VOLTAR