Encontro

Encontro

giuseppe caonetto

Sem maquilagem. Foi assim,
como o Sol que clareia o dia,
seu sorriso se desprendia
como flores no meu jardim.

Com passos lentos. Foi assim,
olhar meigo e os braços abertos,
trazendo chuva em meus desertos,
versos de um poema sem fim.

Não houve um não, apenas sim.
As mãos nas mãos, palavras doces…
Tudo coube num tempo escasso.

E tudo se desfez em mim.
Fui recriado em três abraços
que do céu um anjo me trouxe.

Pvaí, 4.8.2015

Esta entrada foi publicada em Acadêmicos, Poesia, Sonetos e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.